quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Censo Cósmico: mais de mil possíveis novos planetas fora do Sistema Solar

Astrônomos estimam que 90% dos dados eventualmente serão verificados como verdadeiros planetas


Planeta Kepler 10b - Descoperta anunciada no ínicio do mês

WASHINGTON - O satélite Kepler da Nasa, que vem realizando buscas por planetas semelhantes à Terra em órbita de outras estrelas, encontrou novos mundos de possiblidades na busca por vida alienígena. Um relatório antecipado de um censo cósmico indica que sistemas planetários com planetas relativamente pequenos e estáveis são muito mais comuns do que se acreditava anteriormente.

A agência espacial norte-americana divulgou dados nesta quarta-feira sobre mais de mil possíveis novos planetas fora do nosso sistema solar - mais do que dobrando o número dos chamados exoplanetas. Eles ainda não foram confirmados como planetas, mas alguns astrônomos estimam que 90% do que o Kepler encontrou eventualmente serão verificados.

O telescópio, lançado em 2009, está orbitando o Sol entre a Terra e Marte, conduzindo um censo planetário e buscando planetas similares à Terra desde o ano passado. Ele já descobriu que há mais planetas muito menores que Júpiter - o maior planeta do nosso sistema solar - do que há planetas gigantes.

Alguns desses planetas têm um tamanho próximo ao tamanho da Terra. Isso significa que eles são melhores candidatos para abrigar vida do que os planetas gigantes, dizem os astrônomos.
Enquanto Kepler não encontra planetas do mesmo tamanho da Terra, todos os resultados "apontam para a direção certa", diz o astrônomo da Universidade de Santa Cruz, Jonathan Fortney, um dos pesquisadores que trabalham no satélite.

Fonte: Estadão / Ciência
Autor: AP